sexta-feira, 28 fevereiro 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Chuvas seguem castigando Minas Gerais

Cidades da Zona da Mata enfrentam alagamentos

25/01/2020 10:04:08

As chuvas de verão seguem castigando o estado de Minas Gerais. Entre o final da tarde da sexta e a madrugada deste sábado voltou a chover forte em algumas regiões, provocando alagamentos pelo transbordamento de rios e deslizamentos de terra.

Uma das áreas mais castigadas é a Zona da Mata. A cidade de Muriaé amanheceu com centenas de casas alagadas pelos rios Muriaé e Preto. Também houve alagamentos em Ubá.

Em Carangola (foto abaixo), segundo a prefeitura local, há mais de 30 casas interditadas e cerca de 100 pessoas removidas de suas residências em dois bairros.

Chuvas seguem castigando Minas Gerais

Também amanheceram alagadas as cidades de Manhuaçu, Abre Campo, Manhumirim, Matipó, Santa Margarida, Alto Jequitibá, Simonésia, Sericita e Luisburgo. Em todas há estradas rurais interditadas devido a deslizamentos. Nesta região, há informações de três mortes (uma em Santa Margarida e duas na região de Pedra Bonita), o que ainda não havia sido confirmado pela Defesa Civil estadual até o O número de vítimas fatais oficial é de sete mortos no estado por causa das chuvas dos últimos dias, mas 16 pessoas são consideradas desaparecidas. Ao todo, 2.554 pessoas estão desalojadas e 791 estão desabrigadas.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Edgar Estevo, afirmou que houve mortes em Belo Horizonte, Ibirité e Betim. Ele não detalhou, entretanto, o número de mortes por cidade. Ainda de acordo com o coronel, os óbitos ocorreram em deslizamentos de terra e soterramentos.(Fotos: Silvan Alves - Muriaé  / Cedida por Eder Leal - Carangola)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:24 Saúde