terça-feira, 04 agosto 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Câmara de VR fará mais 4 sessões itinerantes até fim do ano

Site do Legislativo também será aperfeiçoado

01/08/2019 20:40:20

A Câmara de Volta Redonda vai realizar, até novembro – quando entra em recesso – mais quatro sessões itinerantes em bairros da cidade. A informação foi dada nesta quinta-feira pelo presidente da Casa, Edson Quinto (PR), em entrevista coletiva. No primeiro semestre, foram duas sessões fora da sede do Legislativo, nos bairros Sessenta e Barreira Cravo.

- As sessões itinerantes aproximam a população da Câmara Municipal. Permite que os vereadores sejam questionados sobre vários assuntos por pessoas, como os idosos, que não vão se deslocar até o Aterrado para acompanhar as reuniões – disse ele.

Quinto ressaltou que a Câmara está recebendo pedidos para levar a iniciativa a vários bairros, mas ponderou que há questões que precisam ser levadas em conta. “Por mim faria ao menos duas por mês, mas os locais são definidos por uma comissão, porque depende de uma série de fatores, inclusive da estrutura do local onde vai acontecer. Para a Câmara, o custo é praticamente zero, apenas a logística”, explicou, acreditando que até meados deste mês estará definido o lugar onde a sessão itinerante de agosto será realizada.

Na entrevista, o presidente também destacou que o site do Legislativo vai ser aperfeiçoado com o curso – oferecido pelo Senado, através do Interlegis – que funcionários do setor de informática da Casa vão fazer, juntamente com servidores de várias câmaras municipais. O objetivo é melhorar o volume de informações oferecidas ao público no Portal da Transparência.

- O cidadão poderá, por exemplo, obter cópia dos projetos dos vereadores e ver a súmula das reuniões – disse.

O curso oferecido pelo Senado tem um dos módulos voltado para o Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL).

Edson Quinto também comentou na coletiva que está aguardando o relatório da comissão formada para avaliar o transporte coletivo na cidade. Ele falou a respeito ao ser indagado sobre a situação da Viação Sul Fluminense, cujos funcionários estiveram na Câmara depois de a prefeitura decretar a caducidade das linhas municipais operadas pela empresa, pois temem ficar desempregos.

O presidente da Câmara lembrou ter participado, juntamente com o prefeito Samuca Silva, de uma reunião com o Ministério Público do Trabalho de uma reunião em que o assunto foi tratado. Ele lembrou a lei de sua autoria, promulgada em 2009, estabelecendo que, em caso de licitação no setor, as empresas vencedoras devem dar preferência aos funcionários das viações que já operam na cidade.

- A aplicação da lei consta na ata da reunião e fará parte das regras da licitação que a prefeitura pretende fazer das linhas da Sul Fluminense – disse ele, que defendeu a medida devido ao grande número de reclamações a respeito do serviço prestado pela empresa, que está sob intervenção judicial.

Quinto, ao mesmo tempo, admitiu que este aproveitamento dependerá de que a Sul Fluminense pague os direitos dos trabalhadores com baixa na carteira de trabalho para que possam ser admitidos na empresa que vier a vencer o processo.

A coletiva foi acompanhada pelo vereador Rodrigo Furtado (PTC), membro da comissão encarregada do relatório. Ele ressaltou que a avaliação da comissão não será relacionado apenas à Sul Fluminense, mas ao transporte coletivo num todo, “até em função do que prevê o Plano Diretor da cidade”.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

07:35 Polícia