sábado, 16 dezembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Política

Câmara de Volta Redonda faz homenagem a médicos cubanos

07/08/2017 20:45:45

A Câmara de Volta Redonda homenageou na sessão da noite desta segunda-feira quatro médicos cubanos que, ao fim do contrato com o governo federal, estão concluindo sua estadia na cidade, após quase quatro anos. Roma Suarez, Magalys Rodriguez, Sandra Romero Machado e Carlos Fernandez embarcam na próxima quinta-feira de volta a Cuba, deixando uma legião de admiradores nas comunidades onde atuaram e levando também muitas saudades na bagagem.

A homenagem foi proposta pelo vereador José Augusto (PDT) e assinada por todos os demais 20 parlamentares, que fizeram questão de posar com os médicos para a entrega de uma moção de congratulações a cada um. Dois profissionais do grupo que veio para Volta Redonda dentro do Programa Mais Médicos, lançado no governo de Dilma Rousseff, já havia retornado para o seu país e foram substituídos. Os cubanos atuam nos bairros Volta Grande, Vila Mury, Vila Brasília, Belo Horizonte e Água Limpa. Seus substitutos – o governo tem dois meses para fazer a substituição – vão atuar nas mesmas localidades, informou a subsecretária de Saúde, Hélia Maia.

- Eles se vão levando uma bagagem cheia de experiências e nos deixando também muitas informações – disse José Augusto. “Volta Redonda tem que agradecer muito a estes médicos, que trataram da nossa população com muito carinho”, acrescentou Neném, que fez questão de fazer o agradecimento de pé.

Câmara de Volta Redonda faz homenagem a médicos cubanos

Recebidos com rejeição pela classe médica brasileira, no início do programa, como lembrou o vereador Paulinho do Raio-X, os cubanos veem respondendo com um tratamento humanizado nas unidades de saúde que tem despertado admiração das pessoas. O vereador Luciano Mineirinho lembrou que, no bairro Siderlândia, houve até abaixo-assinado perla permanência do estrangeiro que atuou na localidade.

- Espero que o exemplo de vocês sirva para os médicos da nossa cidade – chegou a afirmar o vereador Granato.

Moradora de Volta Grande III, Ivete Lacerda da Silva, de 63 anos, fez questão de abraçar e entregar uma lembrança a Carlos Fernandes e chorou ao ser abraçada pelo médico.

Câmara de Volta Redonda faz homenagem a médicos cubanos

Com 12 anos de profissão e 34 de idade, Sandra Romero disse que “Volta Redonda é uma cidade maravilhosa” e disse que pretende retornar mesmo que não seja a trabalho.

- Vou sentir muitas saudades deles [pacientes]. Não consigo nem olhar para o rosto deles, pois só de olhar meus olhos ficam cheios de lágrima – afirmou. “Também vou sentir muitas saudades. O Brasil, e Volta Redonda, são a minha segunda pátria”, acrescentou Magalys.

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

17:12 Polícia