domingo, 18 fevereiro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Educação

Barra Mansa começa a implantar ensino em tempo integral

06/02/2018 10:15:22

A Secretaria de Educação de Barra Mansa vai começar a implantar a educação em tempo integral na rede municipal. O sistema será iniciado em seis das 72 unidades, cm a expectativa de alcançar aproximadamente 4,5 mil alunos com conteúdos além da grade curricular tradicional, inovando com oficinas aulas de xadrez educativo, musicalização, artesanato, empreendedorismo, formação profissional, robótica, atividades esportivas e ensino de línguas - espanhol, francês, inglês e alemão – para alunos do 6º ao 9º ano, e inglês e espanhol – para alunos do 1ª ao 5º ano.

Para atender os pais e responsáveis com dúvidas sobre a implementação do ensino integral, a Secretaria de Educação está se reunindo com pais, dirigentes escolares e comunidade. Na segunda-feira, as reuniões foram na Vista Alegre com os pais dos estudantes das escolas Eliete de Oliveira Ferreira, Leonel de Moura Brizola e Padre Anchieta. Nesta terça, é a vez do Colégio Municipal Prefeito Leonísio Sócrates Batista (Roberto Silveira), CEI Saturnina de Carvalho e Vieira da Silva (Centro) e Colégio Municipal Joaquim Rodrigues Peixoto Junior (Boa Vista II).

A vice-prefeita Fátima Lima destaca que Barra Mansa está dando um importante passo para o desenvolvimento escolar dos alunos, sendo pioneira no ensino integral na região. “Essa é uma oportunidade de ter acesso ao conhecimento que talvez o aluno nunca poderia ter”, disse.

As aulas da educação integral começam em datas específicas, no dia 19 deste mês na Escola Municipal Eliete de Oliveira Ferreira (1º ao 3º ano), Escola Municipal Leonel de Moura Brizola (4º ao 5º ano) e no Colégio Municipal Padre Anchieta (6º ao 9º ano), todas na Vista Alegre. O Colégio Municipal Joaquim Rodrigues Peixoto Junior, na Boa Vista II, funcionará com as duas modalidades educacionais, integral para 1º ao 5º ano e regular do 6º ao 9º ano, ambas com aulas também a partir do dia 19 deste mês. No dia 1º de março, outras duas escolas começarão as aulas em período integral: Colégio Municipal Prefeito Leonisio Sócrates Batista, para alunos do 1º ao 5º ano, e no CEI Saturnina de Carvalho e Vieira da Silva, para estudantes do 6º ao 9º ano.

Segundo o secretário de Educação, Vantoil de Souza, toda estrutura necessária para atender as exigências do PNE (Plano Nacional de Educação), o qual estabelece que até 2024, 50% das escolas públicas devem oferecer educação em tempo integral, está sendo preparada.

Vantoil ressaltou que a partir das escolas em tempo integral as unidades escolares deixarão de ser somente um espaço de aprendizagem para se transformarem em um local de desenvolvimento de políticas públicas, como cultura, assistência social, esporte, meio ambiente, direitos humanos e projetos fundamentados em princípios éticos e humanísticos.

- A meta é ampliar as possibilidades do universo cultural e o aprendizado de iniciação tecnológica e digital, além de viabilizar maior formação acerca da consciência de uma cultura educacional de paz e de preservação ambiental – afirmou.

Os alunos da educação integral ficarão nas escolas de 7 às 17 horas. Eles receberão cinco refeições diárias, com café da manhã, colação, almoço, lanche da tarde e jantar. As escolas foram adaptadas para que os alunos tomem banhos após a prática de atividades físicas. “Vamos intercalar as aulas convencionais com as aulas extras visando imprimir um novo dinamismo na rotina escolar dos estudantes, estimulando o aprimoramento de seus conhecimentos, a ampliação de suas perspectivas de futuro, com foco na vida profissional. Outra vantagem desta modalidade de ensino é reduzir o tempo dos nossos alunos na rua, evitando envolvimento com atividades ilícitas”, detalhou Vantoil.

Para atender as demandas da educação integral foram construídas novas salas, implantados módulos educacionais e estão sendo adquiridos móveis e equipamentos para perfeito funcionamento das unidades. Apesar das adequações que já estão sendo realizadas, se houver outras, serão tratadas como prioridade pela Secretaria de Educação. “Com relação à mão de obra, vamos aproveitar, por exemplo, as 23 instrutoras de ensino profissional que pertencem à Rede Municipal de Educação para as aulas de culinária, corte e costura, cabeleireiro e barbeiro, manicure e pedicure, artesanato, pintura, cerâmica, entre outros”, disse o secretário.

Sobre o início do ano letivo após a primeira quinzena do mês, Vantoil afirmou que não haverá perdas. “O conteúdo e a qualidade do ensino não ficarão comprometidos para os alunos que iniciarem o ano letivo no meio do mês de fevereiro ou no início de março porque com as escolas em tempo integral a carga horária será dobrada permitindo a recuperação das aulas da grade curricular. Além disso, os dias perdidos serão repostos com as atividades diversas”, ressaltou o secretário, salientando que a partir da próxima semana, os pais e responsáveis serão convidados a conhecer a educação em tempo integral. (Foto: Divulgação)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

19:04 Polícia