domingo, 23 setembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cidades

Assinado contrato para 680 unidades do Minha Casa Minha Vida em BM

09/02/2018 17:56:08

O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable assinou na tarde desta sexta-feira contrato com a Caixa Econômica Federal para a construção de 680 unidades habitacionais pelo programa federal Minha Casa Minha Vida para moradores com renda de um a três salários mínimos. Além do prefeito, participaram da assinatura o secretário municipal de Planejamento Urbano, Jorge Melhem; o supervisor técnico da Secretaria de Habitação, Carlos Antônio de Almeida Baião; e os representantes do banco, o gerente regional de Governo, Juarez Rodrigues do Carmo; o gerente regional de Construção Civil, Marcelo Albuquerque e o gerente geral da agência em Barra Mansa, Juliano Roberto Silva.

O conjunto será construído em uma área de 50 mil metros quadrados, doada pela prefeitura, o que facilitou a retomada do processo. O investimento ultrapassa o valor de R$ 57 milhões para a construção de três empreendimentos: um no bairro Paraíso de Cima com 240 unidades e dois no bairro Santa Izabel, com mais 440 unidades. As obras estão previstas para iniciar em março, com duração de um ano e meio.

As unidades habitacionais terão em média 40 metros quadrados, com sala, cozinha, dois quartos, banheiro e área de serviço. Os banheiros permitem a acessibilidade para pessoas com deficiência. Os beneficiados serão famílias carentes.

“É o maior número de habitações construídas em Barra Mansa em todos os tempos. Nos últimos 20 anos não tivemos um número que, somado, chegue a isso. Uma grande conquista para a população, pois vai gerar emprego e oportunidade de moradia”, afirmou. Drable ainda ressaltou que o empreendimento vai reduzir o déficit habitacional do município. “Precisamos de sete mil unidades para moradores de renda de um a três salários mínimos, com esse contrato já eliminamos quase 10%. Vamos continuar trabalhando e investindo”, concluiu.

Segundo Jorge Melhem, durante o início do governo, em 2017, a Secretaria de Planejamento foi designada para acumular a Secretaria de Habitação revendo a questão dos programas de habitação popular para moradores com renda de um a três salários mínimos devido à grande demanda. Durante a revisão, foi encontrado um projeto de construção popular que não havia alcançado êxito de aprovação.

“Revisamos e atualizamos o projeto, restabelecendo os contratos praticamente perdidos com a construtora que havia sido selecionada por meio de edital de chamamento, retomando um elo de confiança entre a empresa e a nova gestão municipal”, explicou.

O gerente regional da Caixa explicou que as mensalidades para aquisição de cada apartamento serão por 10 anos com prestações variando de R$ 80 a R$ 270 por mês. (Foto: Divulgação)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:48 Cidades