terça-feira, 11 dezembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Especiais

Apelo por vítimas de acidente no Mato Grosso era golpe

Homem pedia ajuda para trazer suposta vítima de acidente para Barra Mansa

22/11/2017 16:46:23

O apelo de um homem que dizia ser morador de Barra Mansa para conseguir trazer de volta à cidade uma menina de 7 anos, que seria filha de um casal vítima de acidente num distrito de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, era golpe. A notícia falsa foi divulgada na terça-feira pelo FOCO REGIONAL, depois de dois contatos telefônicos com os golpistas. O Conselho Tutelar de Barra Mansa chegou a se mobilizar para providenciar o transporte da “vítima” e decidiu registrar o caso na delegacia de polícia.

Nesta quarta,  o jornal percebeu que se tratava de um golpe e avisou a conselheira tutelar que, na véspera, também falou com dois golpistas.

Na tarde da terça, um homem ligou para o programa A Tarde, de Renan Cury, na Rádio Sul Fluminense, dizendo que era de Barra Mansa e que tinha ido para Anhanduí, distrito a 50 quilômetros da capital sul mato-grossense. Liberar os corpos de sua irmã e do cunhado, que estariam trafegando de carro pela BR-262, quando teriam colidido com um caminhão. Na tentativa do golpe, ele chegou a fingir que estava chorando, dizendo que tinha conseguido com a prefeitura local um carro funerário para transportar os “corpos” para Barra Mansa, mas que não tinha como trazer a menina, pois ela estava com a clavícula quebrada.

O comunicador entrou em contato com o FOCO REGIONAL e repassou dois telefones deixados pelos golpistas. O jornal fez dois contatos com a suposta funerária onde estariam o “tio” e a criança. Ele repetiu a história contada na rádio e outro golpista, se passando por funcionário da funerária, confirmou a versão.

O caso foi então passado ao Conselho Tutelar de Barra Mansa. Uma conselheira também falou com os golpistas. Numa das ligações, um deles chegou a se passar por conselheiro tutelar de Campo Grande.

A conselheira buscou então formas de providenciar a viagem para Barra Mansa, depois que os golpistas alegaram que um taxista local estaria disposto a trazer o homem e a menina apenas recebendo o valor correspondente ao combustível. Ela levou em conta que, se a iniciativa ficasse por conta do Conselho de Campo Grande, a menina teria que ficar abrigada até as providências serem tomadas.

Nesta quarta-feira, no entanto, o jornal levantou indícios de golpe, que acabaram se confirmando.

O FOCO REGIONAL, no compromisso de transparência com o público e com as autoridades, já se colocou à disposição do Conselho Tutelar, cuja integrante também agiu sensibilizada pela “situação”, assim como o comunicador da rádio. E, aos leitores, pedimos desculpas pela falsa notícia, ao mesmo tempo em que reforçaremos os cuidados para que fato idêntico não venha a se repetir.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

22:15 Polícia