quarta-feira, 21 novembro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Polícia

Agonia: Mãe vai enterrar nesta 4ª feira filho achado morto há uma semana

Decomposição impediu comprovação de digitais

22/05/2018 17:31:33

Na quarta-feira da semana passada, a diarista Alessandra de Freitas Portugal comoveu moradores de Volta Redonda: através da imprensa, ele fez um apelo dramático para a remoção do corpo de seu filho Haryson de Freitas Nicanor, de 21 anos, que ela mesma encontrou enterrado dentro de uma fazenda, no bairro São Sebastião. O jovem estava desaparecido havia uma semana.

O apelo da mãe levou à perícia e remoção do corpo, quase 24 horas depois, mas a agonia de Alessandra ainda não terminou. Somente na manhã desta quarta-feira, Haryson será enterrado, no Cemitério Municipal do Retiro.

O sepultamento está marcado para as 9 horas. Não haverá velório. O corpo de Haryson sairá do IML (Instituto Médico Legal), em Três Poços, direto para o enterro.

O rapaz foi morto a tiros. O lugar onde seu corpo foi enterrado fica próximo do conjunto residencial onde ele residia com a mãe e dois irmãos, também no bairro São Sebastião.

A demora na liberação do corpo, explicou a mãe ao FOCO REGIONAL, se deveu à exigência da Justiça para autorizar a liberação da certidão de óbito, já que não foi possível, pelo adiantado estado de decomposição do corpo, confirmar a identidade de Haryson através das impressões digitais.

- Não aguento mais – disse a mãe, chorando, explicando o périplo que manteve nos últimos dias. Primeiro, à procura do filho e a forma como ele foi encontrado. Nos últimos dias, ela perambulou pela delegacia de polícia, Fórum e IML tentando liberar o corpo. “A Justiça exigiu que a delegacia encaminhasse toda a documentação a respeito do caso dele e também um laudo cadavérico do IML. Este eu nem sei se foi enviado. Os documentos da delegacia foram”, disse a mãe, que recebeu apoio da Comissão de Direitos Humanos da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Volta Redonda, da Defensoria Pública e do MEP (Movimento Ética na Política).

Na tarde desta terça, Alessandra finalmente obteve a certidão de óbito, entregue no IML, possibilitando a liberação do corpo para o sepultamento. (Foto: Reprodução internet)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

16:58 Saúde