sexta-feira, 20 outubro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Agente penitenciário é vítima de arrastão no Rio quando saía para Penedo

Na Dutra, viatura da Polícia Civil pegou fogo ao ser atingida por tiro

06/08/2017 12:51:01

Um agente penitenciário e seu filho de 20 anos foram vítimas de um arrastão, na manhã deste domingo, quando deixavam o Rio para participar de um encontro de motociclistas em Penedo, no Sul Fluminense. O arrastão ocorreu na Linha Vermelha, em Duque de Caxias, perto da Favela do Lixão.

O grupo de criminosos levou motos e pertences de motoristas que passavam pelo trecho.  O agente e o filho contaram que foram abordados por dois bandidos, também em uma moto, levando coronhadas nos braços e na cabeça.

- Não esbocei reação, mas mesmo assim eles foram muito agressivos. Bateram na minha cabeça, na do meu filho, nos braços. Levaram tudo, nossos documentos, celulares, carteiras.

Os bandidos caíram da moto em que estavam, que ficou abandonada, e pegaram a motocicleta das vítimas para fugir. Segundo o agente penitenciário, essa era a primeira vez que fazia uma viagem com o veículo com o filho.

- Estou revoltado. Não temos segurança em lugar nenhum. O que me dá mais nervoso é ver meu filho ser espancado por um criminoso. O que adianta fazer todo aquele estardalhaço para dizer que as Forças Armadas estavam protegendo a cidade? Isso é tudo mentira, o funcionalismo público está com os salários todos atrasados e não temos segurança.

O arrastão ocorreu perto da Via Dutra, onde, momento antes, uma viatura da Polícia Civil foi atacada por bandidos, na Pavuna, sentido Baixada Fluminense. Segundo a Polícia Civil, os agentes estavam saindo da Cidade da Polícia, no Jacaré, e voltavam para a 53ª DP (Mesquita), quando se depararam com uma tentativa de assalto final da Linha Vermelha, próximo à Via Dutra.

Os criminosos dispararam contra o carro da polícia. Na troca de tiros, um policial foi baleado de raspão na cabeça, e foi levado para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu.

Outro tiro acertou a viatura e houve um princípio de incêndio. Bombeiros do quartel de Duque de Caxias controlaram.

O ataque aconteceu menos de 24 horas depois de uma megaoperação de segurança que contou com mais de cinco mil agentes na Zona Norte do Rio. (Foto: WhatsApp)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:05 Cidades