terça-feira, 21 agosto 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Economia

Acciona decide devolver BR-393

Solicitação foi protocolada na ANTT

12/04/2018 20:25:24

O grupo Acciona desistiu de continuar administrando a BR-393 (Rodovia Lúcio Meira). Um pedido de adesão à devolução amigável foi protocolado pela empresa na ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Até o momento desta publicação, não havia informações sobre os motivos que levaram à desistência. Até que o pedido seja aceito e todo o procedimento seja concluído, a empresa continuará operando a rodovia, segundo informou em nota.

A Acciona (grupo espanhol) assinou o contrato de concessão com a ANTT em 25 de março de 2008, depois de vencer o leilão realizado em 9 de outubro de 2007, na Bolsa de Valores de São Paulo, com a criação da empresa Rodovia do Aço. Naquela ocasião foram leiloados sete lotes de rodovias federais, na segunda etapa do Programa Federal de Concessões Rodoviárias. O contrato é de 25 anos, portanto, só venceria em 2033.

O trecho concedido tem 200,4 quilômetros, tendo início em Volta Redonda e fim em Sapucaia, na divisa do estado do Rio com Minas Gerais, onde começa a BR-116 (Rio-Bahia). A estrada passa por sete cidades do Sul Fluminense e, em sua extensão, circulam por mês 1,3 milhão de veículos.

Em todo o percurso, foram instaladas três praças de pedágio: em Dorândia, distrito de Barra do Piraí, Paraíba do Sul e Sapucaia.

Na nota em que confirmou o pedido de devolução, a empresa garante que manterá “todos os esforços para continuar operando a estrada com segurança para os usuários até o final do processo de devolução". (Foto: Arquivo)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

08:39 Cidades