quarta-feira, 17 outubro 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Ação cultural homenageia aniversário de Volta Redonda

16/07/2018 10:54:52

No aniversário de Volta Redonda, que se comemora nesta terça-feira, uma ação cultural do Museu da Memória do Trabalhismo Brasileiro propõe o pensamento e raciocínio como forma de comemoração. Trata-se da II Taça Cidade do Aço de Xadrez Relâmpago, que será realizada nesta terça, a partir das 17 horas, na Vila Santa Cecília.

Ao final do torneio, as 19 horas, será exibido o filme “A Rainha de Katwe”, que narra a história da Ugandesa Phiona Mutesi, personagem de destaque no xadrez e no cinema mundial. A competição será no sistema suíço em sete rodadas, com 10 minutos para cada partida. Neste sistema, os emparceiramentos de competidores seguem a ordem de força de cada jogador conquistado a cada etapa. As inscrições são gratuitas (podem ser feitas pelo telefone  99938-9675) e os três primeiros colocados receberão premiação especial. A partir das 15 hpras, o árbitro e instrutor da Confederação Brasileira de Xadrez, Nides de Freitas, fará um aulão de xadrez gratuito.

- Queremos despertar o interesse pela cultura do raciocínio através jogo de xadrez nesta aula – disse ele.

O filme que será exibido gratuitamente, “A Rainha de Katwe”, narra uma impressionante história de superação através do jogo de xadrez, com produção dos estúdios Disney e direção de Mira Nair. Phiona Mutesi é uma jovem de Uganda que faz de tudo para alcançar o seu objetivo de se tornar uma das melhores jogadoras de xadrez do mundo.

Órfã de pai e moradora de uma região bem pobre, Mutesi foi obrigada a largar a escola por falta de dinheiro, mas agora está decidida a enfrentar todos os obstáculos para tornar seu sonho realidade.

Nesta ação também será entregue oficialmente a obra de arte do artista visual Anderson Souza. Durante as últimas semanas, nas redes sociais, os internautas foram provocados a escolher uma dentre três opções de painéis para a parede lateral do museu.

A obra mais votada  foi “Diálogos Urbanos”. De acordo com Anderson, esta é uma proposta que já passou por outras cidades e chega a Volta Redonda em local privilegiado, em frente à CSN. “O local é muito representativo para a cidade, por ser o nosso único museu. A obra tem muita influência do cartoon e faz uma relação do urbano com o humano, um amontoado de personagens num mundo globalizado. A faixa vermelha na lateral representa o grito de urgência da cultura”, define o artista.

De acordo com Kika Monnteiro, presidente do museu, “é preciso valorizar este espaço e sua capacidade de integrar as famílias, unir ideias e refletir sobre o nosso passado e futuro. E o xadrez e as artes são ótimos para provocar este pensamento crítico”. (Foto: Divulgação)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

13:37 Nacional