quinta-feira, 27 fevereiro 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Internacional

Volta Redonda promove ações no Dia Internacional de Combate a Violência contra a Mulher

29/09/2011 16:51:15

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, nesta quarta-feira, foi lembrado pela Prefeitura de Volta Redonda. Foram realizadas uma série de atividades para mobilizar a população e informar as mulheres sobre como enfrentar o problema.

As atividades aconteceram na Praça Sávio Gama, pela manhã, e reuniram diversos artistas que fizeram apresentação de poesia, dança, teatro (com o grupo da Academia da Vida), e muita música. Entre as apresentações, a coordenadora da Coordenadoria da Mulher, Glória Amorim, lembrou o público a importância de cada um contribuir para a eliminação da violência contra a mulher.

Também usou a palavra o secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco, que lembrou do papel do poder público que desenvolve ações para diminuir a violência contra a mulher e também encorajá-las a denunciar seus agressores. Além dele, a presidente da Câmara de Vereadores, Neuza Jordão, lembrou que a violência contra a mulher é histórica. “Na nossa sociedade, há muito tempo, vigora a lei do mais forte. Temos que mudar isso e devemos começar dentro de nossa casa”, disse.

A data de 25 de novembro foi definida durante o I Encontro Feminista Latino-Americano e do Caribe, realizado em 1981, em Bogotá, Colômbia para homenagear as irmãs Mirabal (Patria, Minerva e Maria Teresa), ativistas políticas assassinadas pela ditadura de Rafael Leonidas Trujillo na República Dominicana. Durante esse encontro houve uma denúncia sistemática contra a violência de gênero envolvendo castigos domésticos, violações e torturas sexuais, estupro, assédio sexual e ainda a violência pelo governo incluindo tortura e abuso de mulheres prisioneiras. Esse ano, o tema da campanha é “16 Dias de ativismo pelo combate da violência contra as mulheres ,pela saúde das mulheres, pela saúde do mundo, basta de violência”.

No Brasil, as mulheres constituem 51% da população e 47% da população economicamente ativa. São as principais ou únicas responsáveis pelo sustento de 27% das famílias brasileiras. Mas apesar disso, a cada 4 minutos uma mulher é vítima de violência, e apenas 5% delas denunciam seus agressores. Não é somente a agressão física que implica em violência, humilhações, agressões verbais, insultos e ironias também se caracterizam como violação à sua cidadania. Para os especialistas, as ações educativas são uma importante arma para combater o problema e denunciar é a maneira de romper o ciclo da violência.

 

 

 

 

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

05:38 Cidades