domingo, 15 setembro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Cultura

Pesquisa americana comprova que música melhora aprendizado

12/05/2015 16:32:04

Na última sexta-feira, setores culturais do município comemoraram a entrega – pelo prefeito Antônio Francisco Neto - da sede do projeto Volta Redonda, Cidade da Música, na Rua Graham Bell, na Vila Mury. O projeto, que funciona há 41 anos, atende atualmente mais de 4,6 mil alunos da rede pública municipal. O que o fundador e coordenador do projeto, maestro Nicolau Martins de Oliveira, já sabia na prática, a ciência acaba de comprovar: o estudo de música melhora a capacidade de aprendizado dos alunos. 

Um estudo feito por especialistas norte-americanos da Northwestern University, em Chicago divulgado recentemente no Brasil - analisou 60 voluntários entre seis e 9 anos, da Harmony Project, iniciativa que oferece instrumentos e instrução gratuitos a jovens de baixa renda nos Estados Unidos. Do total de voluntários, apenas 29 tinham contato diário com a música. Os cientistas detectaram que os alunos deste grupo desenvolveram melhor as habilidades de leitura e interpretação de texto, além da comunicação em relação aos demais estudantes. “A música é uma forte aliada no ensino: sons e melodias ampliam a capacidade de leitura, concentração e memorização, além de melhorar o rendimento escolar, ajudam na inserção social e nos círculos de amizades”, atestam os cientistas nos resultados do estudo, onde foi avaliado ainda o ensino do conteúdo das disciplinas – como inglês, matemática, biologia, etc. – em forma de músicas, recurso muito usado por professores de cursos pré-vestibular, por exemplo.

“O aprendizado da música ajuda a desenvolver os dois lados do cérebro: o hemisfério esquerdo – mais voltado para a lógica, para as ciências exatas – e o hemisfério direito, voltado para o lado criativo, de orientação espacial, mais abstrato. Com isso, a música deixa as pessoas melhor preparadas para todas as facetas da vida”, disse o maestro Nicolau Martins, que percebe melhoras no comportamento e no rendimento escolar, já que os alunos que participam do projeto precisam manter uma média mínima para continuar assistindo às aulas.

A nova sede do projeto Volta Redonda, Cidade da Música – que antes funcionava no Colégio Getúlio Vargas, no Laranjal – representa um investimento de R$ 1,2 milhão e abriga diversas salas de música e ensaio, com tratamento e isolamento acústico em todas as salas. A maior sala de ensaios, para a banda, orquestra, e sessões de música de câmera, pode receber um público de até 200 pessoas. As salas de ensaio vão atender grupos de diversos tamanhos, e incluem salas específicas para o estudo dos violoncelos, contrabaixos e percussão. 

O local será palco de apresentações e de ensaios para os grupos, Banda de Concerto, Metais, Orquestra de Violinos, Orquestra de Violoncelos e Contrabaixos, Cordas, Coro Infanto-Juvenil, Sinfônico, além de receber masterclasses com maestros e músicos consagrados para o aperfeiçoamento dos estudantes.  A sede do projeto Volta Redonda Cidade da Música também será a sede do projeto Ballet Educação, da Secretaria Municipal de Educação (SME), sob a coordenação da professora Isabel Leal. Nas duas salas de balé, há espelhos e apoios para os exercícios das bailarinas.

O maestro Nicolau Martins afirmou que pretende desenvolver vários projetos no local e convidar os moradores próximos para que conheçam a sede, para conhecer a importância do investimento para o futuro de muitos jovens das escolas públicas.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

13:29 Polícia