sábado, 18 setembro 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Estado

Estado vai discutir alternativa rodoviária para São Paulo

29/09/2011 16:45:16

O governador em exercício Luiz Fernando Pezão reafirmou, na manhã desta terça-feira, que deve conversar na próxima sexta (5) com o secretário de Transportes de São Paulo, Mauro Arce, para começarem os estudos para a construção de uma nova estrada ligando o Rio a São Paulo. A nova rodovia, que teria cerca de 270 quilômetros e custaria em torno de R$ 3,1 bilhões, ainda não tem data para início de obra, já que, segundo Pezão, vai depender dos estudos de viabilidade que serão iniciados agora.

 

Pezão lembrou, entretanto, que várias estradas estão sendo pavimentadas no estado, servindo de alternativa para o acesso da Rodovia Presidente Dutra até a Rio-Santos, outra importante ligação entre os dois estados. Ele comentou que, dentro de 30 dias, devem começar as obras da Paraty - Cunha, que permite um acesso rápido entre o sul fluminense e a região do Vale do Paraíba paulista. Da mesma forma, já foi pedido o licenciamento ambiental para a pavimentação da estrada da Serra do Piloto, em Mangaratiba, que cortará uma importante área de preservação da Mata Atlântica.

- Esse projeto da alternativa da Rodovia Presidente Dutra começa agora a ser discutido, mas temos outras estradas que funcionam como boas alternativas, como a Paraty - Cunha, que tem sido pleiteada há mais de 30 anos. Temos uma série de projetos que estão saindo do papel para dar mais qualidade ao setor de transportes no estado – afirmou o governador em exercício.

 

Ele comentou que o governo estadual tem pleiteado junto ao Ministério dos Transportes e ao Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) a melhoria de algumas partes da Rodovia Presidente Dutra. Como exemplo o governador em exercício apontou a Serra das Araras, que é apontada como área de grande risco na rodovia, e a construção de vias marginais até Nova Iguaçu, para desafogar o trânsito na região da Baixada Fluminense. A alternativa nesse caso, disse, é o projeto de extensão da Via Light até a Avenida Brasil e Madureira e a construção de um viaduto fazendo a ligação entre a estrada e a Linha Vermelha.

 

Sobre o projeto de trem-bala, ligando Rio e São Paulo, Pezão adiantou que os estudos estão sendo feitos pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e foram apresentados também pelo secretário de Transportes, Julio Lopes. A ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, quer que a licitação da ferrovia seja no primeiro semestre do próximo ano.

- É inadmissível pensar na ligação entre as duas principais cidades brasileiras, dentro de cinco a oito anos, sem a alternativa ferroviária. Os projetos agora estão definindo as estações da nova linha e esperamos que muito em breve já tenhamos as primeiras obras – concluiu Pezão.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

11:19 Nacional