sexta-feira, 18 outubro 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Esporte

De volta após um ano, Nilton encara jogo com o Aurora como recomeço

05/10/2011 16:58:10

Se para muitos vascaínos o jogo contra o Aurora, hoje, na Bolívia, pela Copa Sul-Americana, não tem a mesma importância de uma partida desta reta final de Campeonato Brasileiro, um jogador em especial encara o duelo desta noite com um dos mais importantes de sua carreira. Há um ano sem jogar em virtude de duas graves lesões, o volante Nilton, que atuará na zaga, ganhará nova chance no time cruz-maltino e encara tal oportunidade como um recomeço.

- É especial até pelo tempo que estou parado, pelo momento que passei em um ano com duas lesões gravíssimas de ligamento cruzado. Então, posso dizer que este jogo vai ser uma volta para mim, um recomeço aqui no Vasco. Minha intenção é começar esta partida como se fosse a minha primeira aqui e mostrar serviço, até porque todos que vieram estão com a intenção de buscar uma oportunidade no time que ficou lá no Rio - disse o jogador.

Enquanto Nilton esteve fora, o Vasco sagrou-se campeão da Copa do Brasil e chegou à liderança do Campeonato Brasileiro. Apesar de não ter participado dos principais momentos do time neste ano, o volante não vê o período de inatividade como tempo perdido.

- Não foi um ano de perda, mas um ano de experiência. Tive a oportunidade de presenciar este momento maravilhoso que o Vasco está vivendo, sendo campeão da Copa do Brasil e chegando ao primeiro lugar no Campeonato Brasileiro. Esse grupo tem muito o que acrescentar ainda e com certeza dará muitas alegrias a essa torcida cruz-maltina que está nos apoiando - comentou.

Apesar da experiência adquirida, Nilton conta que também passou momentos difíceis no tempo em que ficou parado e diz que só conseguiu superar todas as adversidades graças ao apoio da esposa Karin e da filha Giovanna, que tem apenas cinco meses e meio.

- Só eu sei o quanto fiquei cabisbaixo, fiquei até com um pouco de depressão. Mas sou muito grato à mulher que eu tenho e à filha que eu vi nascendo - disse Nilton.

E os jogadores do elenco cruz-maltino também foram importantes na recuperação de Nilton.

- Até o próprio Juninho Pernambucano, um cara que conquistou muitas coisas, sempre me deu uma palavra de incentivo, como todo o grupo. Meu amigo e parceiro de quarto na concentração, o Fagner, também me deu uns conselhos. Foi bom saber que há pessoas com quem se pode contar nas horas boas e nas horas ruins.

No empate com o Corinthians, Nilton voltou a vestir o uniforme oficial do Vasco. Mas não saiu do banco de reservas. Mesmo assim, a emoção foi grande. Só não vai ser maior que a sentida pelo volante quando a bola rolar em Cochabamba.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:09 Cidades