sábado, 18 agosto 2018
Fale Conosco | (24)3343-5229

Saúde

BM mantém trabalhos de prevenção à dengue em BM

29/09/2011 17:06:10

Preocupada em manter o índice de infestação do Aedes aegypti em Barra Mansa dentro do estipulado pelo Ministério da Saúde, que é de menos de 1%, a prefeitura, através da Secretaria de Saúde, intensifica e continua os trabalhos de prevenção, orientação, tratamento e eliminação dos focos da dengue. Apesar do inverno, a prevenção deve ser mantida, como reforça o prefeito de Barra Mansa, Zé Renato.

“É importante mantermos a atenção redobrada, principalmente no período em que as chuvas são escassas. Pois as pessoas costumam se esquecer da dengue e é aí que mora o perigo. Um ovo do mosquito Aedes aegypti pode sobreviver até 400 dias. Uma vez em contato com a água a larva começa a se desenvolver. Por isso, as equipes do setor de Vigilância em Saúde Ambiental continuam percorrendo a cidade ininterruptamente para alertar a população e eliminar os possíveis focos da dengue”, comenta o prefeito.

De acordo com a coordenadora do Programa de Controle da Dengue, Eliane Rodrigues de Castro, o último Liraa (Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti) realizado na cidade apontou resultados toleráveis.

"Fizemos o levantamento em maio e o índice foi de 0,4%, número bem abaixo do considerado como alerta pelo Ministério da Saúde, que é acima de 1%. Este resultado se deve a constante orientação que nossa equipe faz em toda cidade, a uma maior conscientização das pessoas de que elas são co-responsáveis pelo combate à dengue e também ao projeto Cuidando da Cidade, que intensificou a limpeza e manutenção por todo o município", conta Eliane, ao informar que são sete equipes que trabalham de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas, e que o próximo Liraa será feito em agosto.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectam anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em conseqüência da dengue. Em Barra Mansa, este ano, já são 103 casos de dengue notificados e 54 confirmados. A preocupação em todo o mundo, segundo o coordenador do setor de Vigilância em Saúde Ambiental, Antônio Marcos Rodrigues, é com relação ao vírus da dengue tipo um.

“Os vírus da dengue mais comuns nos últimos anos são o tipo dois e três. Mas, com a reintrodução do vírus tipo um, a preocupação em todo o mundo aumenta porque este vírus ficou inativo por cerca de 12 anos. Muitas pessoas não possuem anti-corpos contra o vírus tipo um e se não prevenirmos, a epidemia da dengue pode ser grande”, explica Antônio Marcos.

Durante esta e a próxima semana, as equipes vão atuar nos bairros Centro, Santa Rosa, Vista Alegre, Jardim América, Metalúrgico, Piteiras e Siderlândia. Além disso, equipes do Corpo de Bombeiros estão ajudando e atuando nos bairros Parque Independência e Vila Orlandélia. Depois que as equipes da Vigilância Ambiental terminarem estes bairros, elas vão para o Ano Bom e Vila Independência. A partir de agosto, os trabalhos são cessados por uma semana para a ser feito o Liraa. Além de visitar as residências, a equipe da Vigilância Ambiental ministra palestras nas escolas, associação de moradores, empresas, transportadoras, instituições, entre outros locais. Para saber mais sobre as palestras, que são gratuitas, os interessados podem ligar para os telefones (24) 3322-6358 ou 3326-2745.

Para mais informações, denúncias e solicitação da visita dos agentes a população pode ligar para o telefone da Ouvidoria da prefeitura, através do número 0800 701 91 40.

 

 

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

12:35 Polícia