quinta-feira, 22 agosto 2019
Fale Conosco | (24)3343-5229

Internacional

Atirador de Toulouse morre após 32 horas de cerco

22/03/2012 09:00:05

Após 32 horas, o cerco ao homem suspeito de abrir fogo contra uma escola judaica em Toulouse, na França, e matar outros três militares em Montauban chegou ao fim. Mohammed Merah, um franco-argelino de 23 anos, morreu nesta quinta-feira ao resistir à invasão policial. Logo pela manhã, três fortes explosões e uma intensa troca de tiros foram ouvidas do prédio no bairro de Cotê Pavé,em Toulouse. Doispolicias ficaram feridos durante a operação.

Segundo o ministro do Interior Claude Guéant, que acompanhou a operação, o suspeito morreu ao se jogar pela janela enquanto os policiais atiravam. A troca de tiros durou menos de dez minutos. Pouco antes, três explosões foram ouvidas vindo do prédio.

Durante a noite, a polícia optou por uma estratégia de desgaste para tentar capturar o extremista e desligou a eletricidade da casa. Desde o início do isolamento, agentes de segurança se mostraram reticentes em invadir por temer a morte do suspeito e a existência de explosivos dentro do prédio. Segundo fontes do Ministério do Interior, o plano era o "de menor risco". Várias vezes durante o cerco, autoridades francesas ressaltaram que queriam Merah vivo.

A polícia perdeu o contato com o suposto atirador por volta das 23 horas (horário de Brasília) de quarta-feira, o que gerou dúvidas se Merah ainda estaria vivo. O próprio ministro Claude Guéant admitiu a possibilidade de suicídio nesta manhã, pouco antes do fim do cerco. Até então, a expectativa era que Merah se entregasse, mas na última hora o suspeito mudou de discurso, dizendo que “queria morrer com as armas nas mãos”.

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

12:07 Cidades