terça-feira, 17 outubro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

por: Ingridy Ribeiro

Malignas línguas

24/03/2017 14:52

Quem não conhece uma pessoa que adora falar da vida dos outros e, de preferência, falar mal?

Quando o foco é o outro, naturalmente nos sentimos melhores com as nossas próprias inseguranças. É esta a razão das pessoas sentirem a necessidade de falar da vida alheia.

Verdade seja dita: uma pessoa que fala mal dos outros para você, provavelmente fala mal de você para os outros. Ao olhar para o lado, é por este tipo de pessoa que você quer estar cercado?

Não incentive este tipo de comportamento! Seja - e queira por perto - aquele tipo de pessoa alto astral e positiva, que não se coloca “para baixo” e por esta razão, não precisa rebaixar ninguém. Dedique o seu tempo e a sua energia, para melhorar a si mesma e o mundo ao seu redor. Não desperdice saliva falando do que não lhe diz respeito, do que não lhe acrescentará em nada.

Repara só em como as pessoas felizes não falam mal dos outros. Elas, simplesmente, não sentem essa necessidade!

Malignas línguas

Eu sei, abandonar este hábito não é fácil.  Infelizmente, este tipo de comportamento está arraigado no cotidiano de muitas pessoas. Mas, comece a empenhar suas palavras, seus pensamentos e o seu precioso tempo em você mesmo e verá que esta não é uma missão impossível.

Para quê cuidar da vida dos outros se você tem a sua? Sua vida não tem valor suficiente?

Que tal se ocupar com a própria vida até que não sobre tempo para cuidar da vida dos outros?

Busque o autoconhecimento, viva de acordo com seus valores, resgate ou construa a melhor versão de si mesmo e você vai experimentar uma vida muito mais leve, plena, feliz... longe das malignas línguas!

Ingridy Ribeiro é Coach de Vida & Carreira. Escreve às sextas-feiras

 

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional