quinta-feira, 17 agosto 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

por: Ingridy Ribeiro

Inspira, respira e não pira!

12/05/2017 11:35

Respirar é a primeira e última coisa que você faz na vida. É algo tão natural que você nem percebe que está fazendo, não é mesmo?

Imagine a seguinte situação: você está dirigindo, ao som de Bob Dylan, o seu carro tranquilamente. O dia está lindo e você se sente animado. Enquanto cantarola, sente-se bem, sereno e quase nem se lembra que está respirando.

Mas, de repente, te fecham. Você buzina, acelera e tenta se aproximar e dizer algumas palavras pouco amistosas para aquele motorista imprudente. Sua respiração é alterada instantaneamente, você sente que sua face esquenta, cai no choro, sua respiração fica cada vez mais torácica e você começa a sentir falta de ar.

Todo mundo já passou por uma experiência estressora parecida, em menor ou maior grau. Faz sentido então dizer que a nossa emoção altera nossa respiração, sim ou não?

Sim, a nossa emoção altera a nossa respiração. A boa notícia? A nossa respiração também pode alterar a nossa emoção.

Eu fiquei maravilhada quando descobri isso em um curso de meditação. A nossa respiração, um recurso natural e gratuito, não apenas melhora o nosso sistema imunológico, nossa concentração e qualidade do sono, mas também é capaz de nos ajudar a administrar nossas emoções e até mesmo nos livrar dos hábitos negativos.

Você tem ao seu dispor, todos os dias e a qualquer hora, uma poderosa ferramenta contra a loucura do cotidiano.

Embora eu não seja nenhuma nerd da ciência, há alguns dados que considero importantes compartilhar: mais de 80% das impurezas e toxinas presentes no corpo podem ser eliminadas por meio da respiração, porém a maioria de nós utiliza somente 35% de capacidade pulmonar. 

Pasmem: isso quer dizer que respiramos errado! Que desperdício, não é?

Eu gostaria de sugerir a você que comece a observar mais sua respiração. E, deixo aqui um exercício super prático para lidar com a ansiedade e com os desafios do dia a dia. Que tal começa a praticar agora mesmo?

Sentado, deitado ou em pé, de maneira confortável e com a coluna ereta, coloque uma mão na barriga, logo acima do umbigo e a outra no tórax.

Inspire lentamente pelo nariz, fazendo a barriga estufar. A mão da barriga deve subir e a mão do tórax deve se mexer muito pouco. Expire lentamente pela boca, mais ou menos na mesma velocidade que inspirou e deixe sair todo o ar, “encolhendo” ao máximo a barriga. Se aguentar, fique um ou dois segundos antes de começar um novo ciclo.

Após 10 repetições, você se acalmará.

Uma dica para dispersar possíveis pensamentos que interrompam a sua concentração, é contar a cada vez que o ar entra e sai.

No trânsito, na fila do banco, no aeroporto, no trabalho... faça esse exercício sempre que necessário e lembre-se: o nosso cérebro se adapta a novas habilidades através da prática, da repetição. Quanto mais você fizer, mais natural isso se tornará na sua vida.

Keep Calm and inspira, respira e não pira!

Se este conteúdo foi útil para você, compartilhe com as pessoas que você gosta e inspire transformações.

Até a próxima!

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional