sexta-feira, 23 junho 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

Em Foco

por: Fernando Pedrosa

Dilemas de Neto

20/02/2016 18:38

Não deve tardar muito para o meio político de Volta Redonda saber a posição que o próprio governo e a oposição aguardam: o anúncio oficial do candidato que terá o apoio do prefeito Antônio Francisco Neto para sucedê-lo no Palácio 17 de Julho. Segundo fontes ouvidas pela coluna, tal anúncio deve ocorrer em abril.

Mas não é o engenheiro Sebastião Faria o nome já definido pelo prefeito?, há de perguntar o leitor que acompanha a política municipal.

Nesta altura do campeonato, que nos bastidores evidentemente já começou, o diretor do Hospital São João Batista é, sim, o nome de Neto.

Mas há sinais, ainda não muito evidentes, de que, na hora H, poderá não ser.

Poucas  Boas Dilemas de Neto

Tempo

Há alguns aspectos que estão sendo levados em conta. Um deles é a constatação, através de pesquisas para consumo interno, que Faria é muito bem avaliado entre aqueles que o conhecem desde que foi diretor e depois presidente da CSN. São os eleitores mais velhos, muitos aposentados da siderúrgica.

Por outro lado, o engenheiro é desconhecido pelo eleitorado mais jovem e, neste aspecto, o tempo para inverter esta situação é demasiadamente curto. Em 2016, a campanha só começa oficialmente em meados de agosto. Oficialmente, serão 45 dias até o primeiro turno.

Opção

Não sendo Faria – a não ser que Neto tire um coelho da cartola, ou seja, um nome não especulado até agora – sobra para o deputado federal Deley de Oliveira.

O ex-jogador do Fluminense, antes reticente, já não se opõe tanto à missão. Aos mais próximos, o ex-meio campista tricolor já diz que, se for para manter o legado de Neto, vai para a disputa.

Mas…

Como em qualquer cenário político tem sempre um mas, a coluna assegura que não está descartada a possibilidade de, no fim, Neto não lançar ninguém. E aí crescem as chances de ele vir a apoiar a candidatura da vereadora América Tereza, pelo PMDB, que, por sinal, é o seu partido.

A quem duvida desta possibilidade é bom lembrar uma palavrinha de apenas cinco letras, que responde pelo nome de crise.

Neto tem consciência de que, diante do cenário econômico, sobretudo no poder público, sua presença no gabinete passou a ter ainda mais importância. Mais do que em qualquer outro ano, em qualquer dos outros três mandatos, ele nunca falou com tanta gente como tem falado nos últimos meses, buscando não deixar a situação financeira do município ficar pior do que está.

E campanha requer ir para as ruas, organizar reuniões políticas, muitas vezes repentinas, o que consome tempo e desgaste psicológico.

É uma possibilidade remota? É. Mas, hoje, não deve ser desconsiderada.

Em tempo: tudo o que está escrito acima foi perguntado ao prefeito. Bem ao seu estilo, ele não confirma nem desmente nada.

A conferir I

Tem gente afirmando que o empresário Rogério Loureiro pode trocar o PPS pelo PRB do vereador Paulo Baltazar. A informação foi passada à coluna antes da reunião que os dois tiveram na última quinta-feira.

Os dois divulgaram que a reunião foi para tratar de geração de empregos. Hã, hã.

A conferir II

Ainda de Loureiro: há quem aposte que a dobradinha de 2012 com Zoinho pode se repetir em outubro deste ano.

Búúúúú

Tem gente vendo “fantasmas” na Câmara de Volta Redonda.

 Fernando Pedrosa é editor do FOCO REGIONAL.

E-mail: pedrosa@focoregional.com.br

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional