segunda-feira, 21 agosto 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

Vida Digital

por: Frederico Guimarães

De volta para o presente

23/10/2015 07:29

Dizem que a vida imita a arte e, sem dúvida, alguns filmes motivaram grandes invenções no mundo digital. O filme De Volta Para o Futuro 2, que fez muito sucesso na década de 1980, levou os protagonistas Marty McFly e Doc Brown ao futuro, naquela época, para o dia 21/10/2015. Um grande filme produzido por Steven Spielberg, que marcou gerações e veio decidido a revolucionar a Sétima Arte. Com uma boa trama e uma visão bem otimista do futuro, o filme, sem dúvida, mexeu com a cabeça de muitas pessoas, deixando algumas bem ansiosas pela chegada de 2015. Comentarei então algumas das previsões do filme fazendo uma comparação com os dias de hoje.

Uma das tecnologias que hoje está presente em quase todas os lares são os dispositivos de tela plana: TVs, monitores e smartphones. No filme eles estão em toda parte, até mesmo em janelas, simulando ambientes. Se fomos analisar bem, trabalhamos com telas planas, as carregamos em nossos bolsos diariamente e nos divertimos com elas em momentos de lazer. E posso dizer que já estamos além das planas: as telas curvas já mostraram proporcionar maior envolvimento e interação com o usuário.

Outra coisa que chamou muito a atenção foram os tablets, que se tornaram o assunto do momento em 2009, quando a Apple lançou o Ipad, e, hoje em dia, estão um pouco fora de moda. Ou seja, algumas das previsões do filme já estão até um pouco ultrapassadas. Mas, por outro lado, os sensores de movimento também nos deixaram boquiabertos com o lançamento do Kinect, da Xbox. Poderia ser, na minha opinião, a melhor de todas previsões, se não fosse pelo próximo item, que unificou várias previsões em uma só tecnologia.

Músicas digitais, videoconferência, biometria, comando de voz, câmera compacta e um computador em toda parte. Todas estas previsões hoje estão reunidas em um único aparelho. Tudo isso e muito mais em um smartphone, na palma de sua mão. Por essa tenha certeza que o Spielberg e seus roteiristas não esperavam. Talvez Steven Jobs tenha assistido ao filme e pensado em unir tudo isso em um IPhone. Por que não?

Além destas previsões, outras tantas já se tornaram realidade e, algumas inspiradas no filme, estão em fases desenvolvimento, caso do skate flutuante. Sem falar nas que ainda não desenvolveram tecnologia para tal, como carros voadores.

Já a máquina do tempo, estamos esperando quem será o grande inventor que provará que Einstem e vários outros físicos estavam errados. Pois o mais legal deste filme é, sem dúvida, a pioneira viagem no tempo. É muito bom saber que este e outros filmes motivam e cativam nossos cientistas, estimulando a criatividade de quem já detém o conhecimento.

Termino este post com a mesma frase que comecei: a vida imita a arte. E, mesmo em 2015, pouco se cria e muito se copia.

Frederico Guimarães é especialista em marketing digital e escreve sempre às sextas-feiras.

E-mail: frederico@souhashtag.com.br 

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional