sexta-feira, 15 dezembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

por: Ingridy Ribeiro

Bem-me-quero

09/06/2017 11:03

Conta para mim: se você esbarra em alguém na rua e esse alguém começa a lhe diminuir, a lhe chamar de burro, idiota, inútil, etc... o que você faria?

E quando esse alguém é você? Todos nós temos uma voz interior que de vez em quando (leia-se sempre!) nos desencoraja e humilha. Achou mesmo que só acontecia com você? O julgamento e a crítica representam uma grande parte do que a nossa mente faz - o tempo todo.

Sempre digo para os meus clientes agirem como se fossem o seu melhor amigo. Afinal, quem convive 24 horas por dia com você? Então, quem poderia ser melhor para ocupar essa função?

A regra é clara: pegue mais leve com você! Você merece respeito e amor – dos outros, mas, sobretudo, de si próprio. Ter confiança em si não significa ser infalível, mas apender a tolerar a si mesmo do jeito que você é. É aprender a se apoiar e se encorajar, enquanto busca fazer as mudanças que deseja em sua vida.

Está infeliz com o seu corpo? Odeia a profissão que escolheu? É claro que você pode até se sentir melhor perdendo peso ou trocando de emprego, mas mudar a sua vida requer que você faça alguma coisa com ela, independentemente do tamanho que você vista ou da posição que ocupe. Modifique a maneira como você interage consigo mesmo e você diminuirá suas emoções desagradáveis. A partir disso, perder peso, mudar de profissão e qualquer outra coisa que deseje, será um processo mais leve, natural e confortável.

Eu gostaria de sugerir que você escrevesse uma carta para você mesmo. Pense em si como um grande amigo que você tem maltratado muito. Esta carta será uma tentativa de fazer as pazes com este amigo querido, o qual você tem desmerecido tanto. Faça uma lista de elogios que secretamente você adoraria receber e não se esqueça de incluir aqueles tantos outros que você já escutou por aí e não deu valor. Aproveite para descobrir a pessoa incrível que você é, as habilidades e talentos que você possui.

É normal que o seu intelecto relute em fazer este exercício, apenas vá em frente! Através desse esforço consciente, você conseguirá neutralizar suas experiências negativas passadas e recomeçar, com mais amor e respeito por você.

Pratique o bem querer por si diariamente e aos poucos desenvolverá uma voz interior mais positiva sobre você mesmo. E sabe o que acontece quando temos uma voz interior positiva sobre quem somos? A opinião dos outros importa cada vez menos.

Você acha que vale à pena?

Eu espero que daqui para frente você pegue mais leve consigo mesmo e que não “dê ouvidos” a essa voz interior que não lhe ajuda a ter uma vida mais significativa, plena e feliz.

Se este conteúdo foi útil para você, compartilhe com as pessoas que você gosta e inspire transformações.

Até a próxima!

Ingridy Ribeiro é Coach de Vida & Carreira. Escreve às sextas-feiras

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional