sexta-feira, 15 dezembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

Esporte

por: Filipe Cury

A campanha do Voltaço na Série D

24/09/2016 11:28

No dia 17 de abril de 2005 a população de Volta Redonda chorava ao ver o time de sua cidade perder de virada para o Fluminense e ver o sonho de se sagrar campeão estadual pela primeira vez ir para baixo do tapete. Na ocasião, até alguns torcedores do Flu, moradores de Volta Redonda, ficaram frustrados: “Poxa, tenho mais de 25 estaduais (até então). Custava desta vez o troféu ficar com o Voltaço?”, pensaram muitos. Mal sabiam eles que depois de onze anos o Tricolor de Aço voltaria a dar alegrias aos seus torcedores.

No início do ano, o time do vitorioso técnico Felipe Surian presentava seus apaixonados seguidores com uma conquista inédita da Taça Rio com a magnífica goleada por 3 a 0 sobre o rival Resende. Além do mais, a torcida viu o atacante Thiago Amaral levantar o troféu de artilheiro do Carioca. Com a conquista, o clube levou R$ 500 mil e coroou a boa campanha que fez, vencendo gigantes do futebol brasileiro como Flamengo, Fluminense, além de arrancar um empate contra o Vasco durante a competição.

Sobre o Voltaço participar da Série D tudo bem... Mas disputar título? Quem imaginaria? É muito para o coração de aço da torcida. As campanhas anteriores eram frustrantes e o roteiro todos pareciam já saber o final. No entanto, o mundo gira e na competição o Tricolor de Aço ainda não perdeu. É invicto, com quatro vitórias fora, cinco no Raulino e cinco empates. Uma campanha perfeita, para impor respeito e autoridade sobre qualquer adversário e mostrar quem manda no futebol do interior do estado do Rio.

Neste domingo, o Volta Redonda vai até o Estádio Rei Pelé fazer uma visita ao CSA de Alagoas, às 19 horas, pelo primeiro jogo da final. A notícia de uma possível lotação no estádio e a festa que a torcida da casa está preparando é vista como fatores normais para o técnico Felipe Surian. “Esqueceremos as arquibancadas e focaremos no jogo”, disse.

Ao contrário do Voltaço, o CSA possui três derrotas na Série D. Uma logo na primeira rodada, por 2 a 1, para o Parnahyba, outra para o Altos, nas oitavas de final, por 2 a 0. A última foi para o São Bento, por 1 a 0, na semifinal.

Apesar de ter a vantagem de ainda não ter perdido, é necessário que o Voltaço tenha muita humildade e eficiência, sem perder é claro a ousadia e a qualidade que vem tendo com a bola nos pés. Quem sabe assim, com tudo dando certo, no próximo sábado seus torcedores presenciem um acontecimento histórico, que começa a ser construído logo logo.

Até porque, agora, mais do que nunca, somos todos Voltaço.

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional