sexta-feira, 15 dezembro 2017
Fale Conosco | (24)3343-5229

Colunas

por: Ingridy Ribeiro

A arte de se responsabilizar

05/05/2017 14:05

Rir com mais frequência, inclusive de si mesmo. Ganhar o respeito dos seus colegas de trabalho e receber mais afeto dos filhos adolescentes. Suportar a traição dos falsos amigos e merecer a consideração dos verdadeiros e bons. Aprender a amar e a deixar alguém te amar. Deixar o mundo um pouco melhor porque você existe... tudo isso tem a ver com responsabilidade.

Por que algumas pessoas triunfam e outras, mesmo que privilegiadas, tornam suas vidas um desastre? Com certeza não é porque as pessoas bem-sucedidas têm menos problemas que as demais. Sabe qual é a diferença? Elas apenas assumem mais responsabilidades, se comprometem com os próprios resultados, enquanto as outras pessoas perdem tempo e energia tentando encontrar culpados e se vitimando.

Você quer uma vida mais próspera? Um relacionamento mais maduro? Uma família unida? Uma sociedade melhor? Assuma a responsabilidade!

Tem uma coisa muito interessante sobre assumir a responsabilidade: quando nos responsabilizamos, estamos gerando interesse. E quem deveria ter mais interesse por você do que você mesmo? Ora, você convive consigo 24hs por dia e assim será até a última batida do seu coração.

Nos termos da PNL (Programação Neolinguística), se diz que as pessoas estão “sob causa” ou “sob efeito”. Quando você está “sob causa”, você está no comando da sua vida. Você não arruma desculpas, assume responsabilidades. Você é o autor e o protagonista da sua história. Quando você está “sob efeito”, as pessoas e os acontecimentos comandam sua vida. Não lhe faltam justificativas e a culpa é sempre de alguém. Você vive como um mero telespectador da sua história.

Sabe aquela conta que ainda não foi paga por falta de dinheiro? Bom, enfiá-la na gaveta e só reclamar da falta de dinheiro não fará a conta desaparecer, não é mesmo? Isso é viver “sob efeito”.  Tentar renegociar a dívida e fazer um planejamento financeiro, é viver “sob causa”.

Ficará cada vez mais claro quem você é e o que precisa fazer na sua vida, conforme assuma responsabilidades. Desse jeito, você deixará de esperar que o destino ou alguém faça por você o que é de sua inteira obrigação.

Torço para que você viva uma vida “sob causa” daqui para a frente. Que as expressões “Eu devo”, “Eu preciso” e “Eu tenho que”, sejam substituídas por “Eu quero”, “Eu posso” e “Eu escolho.

É claro que não é a coisa mais fácil do mundo, principalmente se você não desenvolveu uma atitude mental positiva ao longo da sua vida. A arte de se responsabilizar demanda esforço. Mas, vem cá, lembra da sensação maravilhosa de conseguir algo depois de muito esforço? Lembra como isso elevou sua automotivação e autoestima? Pare um minuto, fiche os olhos e sinta novamente como se fosse agora a sensação da conquista. Não é maravilhoso?

A boa notícia é que esse tipo de experiência está sempre disponível para você.

Não importa qual seja a situação que você venha a enfrentar, lembre-se que sempre há escolhas e até não escolher é uma escolha. Escolha a atitude mental que vai te ajudar a ser o melhor que você pode ser. Escolha praticar a arte de se responsabilizar!

Se este conteúdo foi útil para você, compartilhe com as pessoas que você gosta e inspire transformações.

Até a próxima!

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional